Revista Eletrônica de Comunicação, Informação e Inovação em Saúde

A Reciis é editada, desde 2007, pelo Instituto de Comunicação e Informação Científica e Tecnológica em Saúde (Icict) da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz)

Trata-se de um periódico interdisciplinar trimestral de acesso aberto, revisado por pares e sem ônus para o autor. Publica textos inéditos, em português, inglês ou espanhol, de interesse para as áreas de comunicação, informação e saúde coletiva. Privilegia a publicação de textos que se deem nas interfaces entre comunicação e saúde e entre informação e saúde, atendendo às principais temáticas de interesse da revista.

Por comunicação e saúde, entende-se, sobretudo, o amplo espectro de investigações sobre as políticas públicas de comunicação em suas relações com a saúde, bem como as de saúde em suas conexões com o direito à comunicação e à informação, as práticas de comunicação no campo da saúde, as mediações culturais e comunicativas nos processos de saúde-doença-cuidado, a comunicação como constitutiva das desigualdades sociais em saúde, os fenômenos comunicativos em sua relação com os processos de sociabilidade, identidade e subjetivação, as imbricações entre saúde e mídia, considerando seus múltiplos formatos, suportes e contextos, bem como os processos de midiatização da saúde.

Já por informação e saúde, compreende-se temas variados, como, por exemplo, o aprimoramento de metodologias de coleta e análise de dados sobre situações de saúde, considerando suas determinantes socioambientais, o monitoramento e a avaliação de indicadores e políticas de saúde, os estudos sobre a produção científica, a informação e comunicação científicas e as políticas para ciência e tecnologia em suas interações com a saúde, a produção e o manejo da informação científica e tecnológica em saúde, a gestão da informação e do conhecimento em saúde, sistemas de informação, os repositórios, os arquivos e as bibliotecas no processo de produção, circulação e apropriação de conhecimento no campo da saúde.

Por fim, a inovação, campo de saber e atuação que também dá título à revista, vem sendo entendida desde 2018 exclusivamente no que diz respeito a inovações em tecnologias de informação e de comunicação no campo da saúde, na formação profissional e no ensino de ciências da saúde.

As seções da revista são constituídas por artigos originais, artigos de revisão, ensaios, entrevistas, editoriais, notas de conjuntura, relatos de experiência e resenhas de livros e de produções audiovisuais que configuram textos com temática livre, em submissões de fluxo contínuo de caráter espontâneo ou a convite dos editores.

Desde 2019, a Reciis adota a prática de publicação de dossiês temáticos que, dentro de uma edição específica e a partir de um tema motivador, reúnem conhecimentos em torno das áreas que a nomeiam, promovendo, assim, o debate e a reflexão de suas práticas de pesquisa.

Atualizado em 11/02/2010

e-ISSN 1981-6278


Temáticas de interesse


  • Análise de materiais educativos, campanhas e estratégias de comunicação e saúde
  • Audiovisual e saúde
  • Comunicação e divulgação científica
  • Comunicação, mediações e práticas socioculturais em saúde
  • Comunicação, informação e saúde como direitos humanos
  • Educação, comunicação e informação em saúde
  • Ética em comunicação, informação e saúde
  • Formação em comunicação, informação e saúde
  • Indicadores de saúde, avaliação e monitoramento de políticas de saúde
  • Informação científica e saúde
  • Inovação em tecnologias de informação, comunicação e saúde
  • Internet e redes sociais em saúde
  • Jornalismo, publicidade e saúde
  • Políticas de comunicação, informação e saúde
  • Políticas e práticas de acesso aberto
  • Processos de midiatização e o campo da saúde
  • Prospecção, estudos métricos de ciência e tecnologia em saúde
  • Saúde e mídia
  • Sistemas de informação, inquéritos e pesquisas de saúde
  • Teorias e metodologias de pesquisa em informação e comunicação em saúde
  • Tecnologias de informação e comunicação em saúde
  • Terminologias, linguagens e sistemas de classificação em saúde
 

Indexações


  • LILACS | Literatura Latino-Americana e do Caribe em Ciências da Saúde
  • DOAJ | Directory of Open Access Journals
  • Google scholar citation 
  • Latindex | Sistema Regional de Información en Linea para Revistas Científicas de América Latina, el Caribe, Espanha y Portugal
  • Oasisbr | Portal brasileiro de publicações científicas em acesso aberto
  • OAIster
  • IBICT | Portal de Revistas SEER 
  • BVS | Biblioteca Virtual de Saúde Fiocruz
  • IBICT | Diadorim |  Diretório de Políticas de Acesso Aberto das Revistas Científicas Brasileiras
  • BRAPCI - Base de Dados em Ciência da Informação

Qualis


Estrato | Área de avaliação

B1 - Comunicação e Informação; Direito; Ensino

B2 - Ciência Política e Relações Internacionais; Interdisciplinar

B3 – História; Psicologia

B4 - Administração Pública e de Empresas, Ciências Contábeis e Turismo; Antropologia / Arqueologia; Artes / Música; Ciências Ambientais; Enfermagem; Engenharias III; Medicina II; Odontologia; Saúde Coletiva; Serviço Social; Sociologia

B5 - Economia; Engenharias II; Engenharias IV; Nutrição

C - Ciências Biológicas I; Ciências Biológicas II; Ciência da Computação; Educação; Farmácia; Matemática / Probabilidade e Estatística; Medicina I; Medicina III


Notícias

 

MANUTENÇÃO CONCLUÍDA

 

Prezados autores, editores e pareceristas,

O sistema da Reciis está novamente disponível para uso. A manutenção foi realizada com êxito. Agradecemos a compreensão. 

Atenciosamente,
Equipe editorial da Reciis

 
Publicado: 2020-06-09
 

SISTEMA EM MANUTENÇÃO: 9/06/2020

 

Prezados autores, editores e pareceristas,

hoje, 9/6/2020, o sistema passará por manutenção das 12h às 17h. Por favor, mesmo que o site esteja disponível, não façam qualquer inserção de dados ou movimentação nos textos. Avisaremos aqui a liberação novamente para o uso.

Atenciosamente,

Equipe Editorial 

 
Publicado: 2020-06-09
 

Fast Track: Covid-19

 

Desde o mês de abril, a Reciis adotou procedimentos para agilizar o processo de avaliação editorial, revisão por pares e publicação de artigos aprovados (fast track), relacionados à emergência sanitária decorrente da Covid-19.

Os artigos deverão contemplar as interfaces entre a comunicação, informação e saúde, seguindo as normas estabelecidas pela Reciis, que estão disponíveis no site da Revista. Dúvidas devem ser encaminhadas para o e-mail reciis@icict.fiocruz.br

 

 
Publicado: 2020-05-04 Mais...
 

Dossiê Preservação digital (v.14, n.3) jul-set 2020

 

 

A preservação digital – um conjunto contínuo de ações destinadas a assegurar a longevidade dos documentos digitais, garantindo o acesso, a interpretação e o uso desses documentos ao longo do tempo – se transformou em um dos desafios mais prementes da nossa época, não apenas para aqueles que lidam diretamente com a gestão de acervos, como as bibliotecas, arquivos e museus, mas praticamente em todas as áreas, incluindo o campo da saúde e das ciências em geral.

Apesar de a preservação digital ser um tema bastante discutido internacionalmente, sua efetiva implementação ainda encontra desafios consideráveis, sobretudo em relação à adoção de políticas públicas e institucionais, além da produção de instrumentos normativos e processuais necessários à sua execução. Outro grande desafio é vencer a obsolescência tecnológica, que afeta equipamentos, programas de computadores, formatos de arquivos e os suportes onde são armazenados os documentos digitais.

No contexto da pesquisa e prática em saúde, não podemos ignorar que medidas para a preservação digital de registros eletrônicos de saúde, sistemas de gestão, ensaios clínicos e outros dados de pesquisa são necessárias tanto para salvaguardar o acesso à informação como para garantir a autenticidade, a confiabilidade e a acessibilidade desses registros digitais ao longo do tempo.

Esse dossiê acolherá propostas de artigos resultado de investigação científica abrangendo diversas habilidades e diferentes estágios na jornada da preservação digital, privilegiando os seguintes temas:

  • Políticas públicas e institucionais sobre preservação digital e sua importância para o campo da saúde e da produção científica
  • O acervo digital como fonte de pesquisa histórica para as ciências da saúde
  • Preservação digital e políticas de acesso à informação
  • Heterogeneidade de tipologias e formatos em acervos digitais no campo da saúde
  • Infraestrutura de sistemas de gestão da preservação e repositórios digitais confiáveis, incluindo ferramentas, padrões e melhores práticas
  • Padrões e estrutura de metadados descritivos, técnicos e de preservação
  • Planos e estratégias de preservação digital
  • Redes de cooperação, comunidades de prática e projetos de código aberto para preservação digital
  • Formação e qualificação de profissionais para a prática da preservação digital
  • Gestão de direitos intelectuais na preservação digital
  • Controle e gerenciamento de custos e financiamento das atividades de preservação digital a longo prazo.

 

Editores convidados: Miguel Ángel Márdero Arellano, Luciana Danielli, Andréa Gonçalves

Prazo de submissão de artigo: até o dia 18 de maio de 2020

Publicação: até setembro de 2020

 

Ao submeter o trabalho, informe em “comentários para o editor” o dossiê a qual ele se refere.

 

Digital Preservation Dossiers    

Digital preservation -- a continuous set of actions to ensure the longevity of digital documents, ensuring access to, interpretation of and use of these documents over time -- has become one of the most pressing challenges of our era, not only for those who deal directly with archives management, such as libraries, archives and museums, but in almost all fields, including health care and the sciences in general.

Although digital preservation is discussed frequently worldwide, effective implementation still faces considerable hurdles, especially with respect to the adoption of public and institutional policies, not to mention the development of standards and procedures needed to carry out the policies. Another great challenge is to overcome technological obsolescence, which affects equipment, computer programs, file formats and the physical media on which the digital documents are stored.

In the context of health care research and practices, we cannot ignore that measures for digital preservation of electronic health care records, management systems, clinical trials and other research data are needed to both safeguard access to information and ensure the authenticity, reliability and accessibility of these digital records over time.

This special issue is accepting proposed scientific research articles on the different skills and stages involved in digital preservation, focusing on the following themes:

  • Public and institutional policies on digital preservation and its importance in the fields of health care  and scientific research
  • Digital archives as a source for historical health sciences research
  • Digital preservation and information access policies
  • The heterogeneity of types and formats in digital health care archives
  • Infrastructure for preservation management systems and reliable digital repositories, including tools, standards and best practices
  • Descriptive, technical metadata structure standards to support preservation
  • Digital preservation plans and strategies
  • Cooperation networks, practice communities and open-source projects related to digital preservation
  • Training and certification of professionals to practice digital preservation
  • Management of intellectual property rights related to digital preservation
  • Administration and management of costs and financing of digital preservation over the long term.

 

Invited editors: Miguel Ángel Márdero Arellano, Luciana Danielli, Andréa Gonçalves

Deadline for submission of articles: May 18, 2020

Publication: by September 2020

 

 Dossier Preservación Digital

La preservación digital – un conjunto continuo de acciones destinadas a asegurar la longevidad de documentos digitales, garantizando su acceso, interpretación y uso a lo largo del tiempo – se transformó en uno de los desafíos más apremiantes de nuestra época, no solo para quienes lidian directamente con la gestión de acervos: bibliotecas, archivos y museos, sino prácticamente en todas las áreas, incluyendo el campo de la salud y de las ciencias en general.

No obstante la preservación digital ser un tema bastante discutido internacionalmente, su efectiva implementación aún enfrenta desafíos considerables, sobre todo en relación con la adopción de políticas públicas e institucionales, además de la producción de instrumentos normativos y procesales necesarios para su ejecución. Otro gran desafío es vencer la obsolescencia tecnológica, que afecta equipamientos, programas de computadores, formatos de archivos y soportes de almacenamiento digital de documentos.

Dentro del contexto de la investigación y la práctica en salud, no pueden ser ignorados cuales medidas de preservación digital de registros electrónicos de salud, sistemas de gestión, ensayos clínicos y otros datos de investigación son necesarios para salvaguardar el acceso a la información y garantizar la autenticidad, confiabilidad y  accesibilidad de esos registros digitales a lo largo del tiempo.

Este dossier incluirá propuestas de artículos fruto de investigaciones científicas que abarcan diversas habilidades y diferentes etapas de la jornada de preservación digital. Y privilegiará los siguientes temas:

  • Políticas públicas e institucionales sobre preservación digital y su importancia en el campo de la salud y de la producción científica
  • El acervo digital como fuente de investigación histórica para las ciencias de la salud
  • Preservación digital y políticas de acceso a la información
  • Heterogeneidad de tipologías y formatos en acervos digitales en el campo de la salud
  • Infraestructura de sistemas de gestión de la preservación y repositorios digitales confiables, incluyendo herramientas, modelos y mejores prácticas
  • Modelos y estructura de metadatos descriptivos, técnicos y de preservación
  • Planos y estrategias de preservación digital
  • Redes de cooperación, comunidades de práctica y proyectos de código abierto para preservación digital
  • Formación y cualificación de profesionales en prácticas de preservación digital
  • Gestión de derechos intelectuales en la preservación digital
  • Control y gerenciamiento de costos y financiación de actividades de preservación digital a largo plazo.

 

Editores invitados: Miguel Ángel Márdero Arellano, Luciana Danielli, Andréa Gonçalves

Plazo de presentación de artículos: 18 de mayo de 2020

Publicación: Septiembre de 2020.

Ao submeter o trabalho, informe em “comentários para o editor” o dossiê a qual ele se refere.

 

 
Publicado: 2020-02-14
 
Outras notícias...

v. 14, n. 2 (2020): Dossiê Comunicação e Meio Ambiente


Capa da revista