Desigualdade no acesso a alimentos de mulheres e crianças zoques do México

Renata Gabriela Cortez Gómez

Resumo


Este artigo analisa o processo alimentar e a nutrição infantil, especificamente amamentação e ablação, como formas de estudar as desigualdades de gênero. O estudo foi realizado entre famílias zoque em um município com alta prevalência de desnutrição infantil no sudeste do México. O método etnográfico e as técnicas da entrevista em profundidade e da observação participante foram utilizadas para recuperar o ponto de vista dos pais e mães de 14 crianças zoqueis. Os resultados mostram que a desigualdade no acesso à alimentação sofrida por mulheres, meninas e meninos por razões econômicas, culturais e de gênero afeta o estado nutricional e terá repercussões a longo prazo, por isso é urgente elaborar programas ou iniciativas com uma perspectiva de gênero que permite que a sociedade zoque reconheça os direitos das mulheres e melhore seu status.


Palavras-chave


Gênero; Alimentação; Zoques; Criancas; Nutrição infantil.

Texto completo:

PDF (Español (España))


DOI: http://dx.doi.org/10.29397/reciis.v13i4.1893

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




e-ISSN 1981-6278 

Icict - Instituto de Comunicação e Informação Científica e Tecnológica em Saúde

Fundação Oswaldo Cruz | Ministério da Saúde
Av. Brasil, 4365 | Pavilhão Haity Moussatché | Manguinhos | CEP 21040-900
Rio de Janeiro | Brasil