Representações LGBTQIA+ e estudos culturais: invisibilidades da diversidade de gênero em audiovisuais publicitários de moda

Luciomar de Carvalho, Flavi Ferreira Lisboa Filho

Resumo


A moda, não raras vezes, é utilizada como marca de distinção social e de apagamentos de gêneros. Mesmo nos dias atuais, sua produção hegemônica distingue os gêneros feminino e masculino e deixa os demais sem representatividade. Por outro lado, a crítica a um modelo de produção publicitário, que robustece os padrões hegemônicos dos binarismos compulsórios entre sexo e gênero, tem sido efetivada por um movimento acanhado e ainda recente que clama por novos modelos de representação. Por meio dos estudos culturais, este ensaio teórico busca refletir sobre as representações LGBTQIA+ nas publicidades de moda, salientando a importância das diversidades de gênero estarem representadas, de forma não estereotipada, dando-lhes visibilidade, evitando seu silenciamento e apagamento.


Palavras-chave


Estudos culturais; Representação; LGBTQIA+; Moda; Publicidade.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.29397/reciis.v13i3.1726

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




e-ISSN 1981-6278 

Icict - Instituto de Comunicação e Informação Científica e Tecnológica em Saúde

Fundação Oswaldo Cruz | Ministério da Saúde
Av. Brasil, 4365 | Pavilhão Haity Moussatché | Manguinhos | CEP 21040-900
Rio de Janeiro | Brasil