Os desafios das políticas de embargo em Repositórios Institucionais: um estudo das coleções de teses e dissertações em institutos de pesquisa e universidades brasileiras

Priscila do Nascimento Silva, Simone da Rocha Weitzel

Resumo


O presente trabalho tem por objetivo analisar as Políticas de Acesso de Repositórios Institucionais (RIs) de universidades e institutos de pesquisa brasileiros que se encontram nas primeiras posições do Ranking Brazil Web of Repositories através de pesquisa metodológica a partir dos endereços digitais dos repositórios selecionados, produzindo uma análise qualitativa e quantitativa dos dados por meios de gráficos e quadros, destacando a divergência dos resultados. Pretende explicitar as práticas de embargo da produção de teses e dissertações previstas nas políticas desses RIs e avalia a condição das Políticas desses repositórios. Estabelece, baseado nos resultados e na literatura, que há a necessidade da criação de diretrizes a nível nacional para a elaboração e padronização de políticas de repositórios para maior organização e garantia do Acesso Aberto.


Palavras-chave


Repositórios Institucionais; Acesso Aberto; Políticas de Acesso; Embargo; Produção Científica e Tecnológica.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.29397/reciis.v11i0.1363

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




e-ISSN 1981-6278 

Icict - Instituto de Comunicação e Informação Científica e Tecnológica em Saúde

Fundação Oswaldo Cruz | Ministério da Saúde
Av. Brasil, 4365 | Pavilhão Haity Moussatché | Manguinhos | CEP 21040-900
Rio de Janeiro | Brasil