Produção científica brasileira em células-tronco nos anos 2000 a 2013: características e colaboração internacional

Dirce Maria Santin, Zizil Arledi Glienke Nunez, Ana Maria Mielniczuk de Moura

Resumo


O artigo analisa a produção científica brasileira em células-tronco publicada entre 2000 e 2013 e indexada na Web of Science. A pesquisa constitui-se num estudo bibliométrico e os resultados revelam o crescimento significativo da produção científica, o predomínio dos artigos e a preferência pelo idioma inglês. Entre as instituições mais produtivas destacam-se a Universidade de São Paulo e a Universidade Federal do Rio de Janeiro. As áreas Hematologia e Transplante recebem destaque na classificação temática da produção científica, marcada pela interdisciplinaridade. O núcleo dos periódicos revela forte presença dos títulos estrangeiros e indica a difusão internacional da produção científica. A colaboração internacional alcançou o índice de 31,3% e reuniu 56 países parceiros, com destaque para EUA, Alemanha e França. Considera-se que o Brasil tem-se estabelecido como um importante agente nas pesquisas em células-tronco e que a produção científica tende a se expandir nos próximos anos, alcançando maior visibilidade internacional. 


Palavras-chave


Bibliometria; Cientometria; Produção científica; Colaboração científica; Células-tronco.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.29397/reciis.v9i2.965

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




e-ISSN 1981-6278 

Icict - Instituto de Comunicação e Informação Científica e Tecnológica em Saúde

Fundação Oswaldo Cruz | Ministério da Saúde
Av. Brasil, 4365 | Pavilhão Haity Moussatché | Manguinhos | CEP 21040-900
Rio de Janeiro | Brasil