Definição de dados essenciais para software que sinalizará condições de desospitalização para a internação no domicílio

Márcia Soares Evangelista, Valdenísia Apolinário Alencar, Wilson Henrique Veneziano, Emerson Fachin-Martins

Resumo


Objetivou-se aplicar formulário para identificação de dados essenciais à gestão da desospitalização com vistas na elaboração de software. Depois de revisados os documentos, um grupo de discussão propôs lista inicial de dados estruturados em formulário para definição de subgrupo de dados essenciais, cuja validade de conteúdo foi definida por profissionais da internação domiciliar no Distrito Federal. O formulário foi então concebido reunindo dois conjuntos de dados iniciais, cuja essencialidade foi definida por escolha ou qualificação. Foram considerados essenciais 15 dos 29 dados para escolha e 27 dos 45 dados para qualificação. Dados essenciais foram aqueles cuja validade de conteúdo foi definida pelos futuros usuários, que estabeleceram os requisitos iniciais para elaboração de um software. Entretanto, um dado importante (procedência) não foi considerado essencial pelo método, o que reforça a necessidade de análise qualitativa no final do processo para apropriada definição da essencialidade e dos requisitos para desenvolvimento do software.

Palavras-chave


Serviços de assistência domiciliar; Hospitalização; Sistemas de informação; Análise de dados; Programas de computação.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.29397/reciis.v9i3.944

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




e-ISSN 1981-6278 

Icict - Instituto de Comunicação e Informação Científica e Tecnológica em Saúde

Fundação Oswaldo Cruz | Ministério da Saúde
Av. Brasil, 4365 | Pavilhão Haity Moussatché | Manguinhos | CEP 21040-900
Rio de Janeiro | Brasil