Pesquisa de Legionella pneumophila nas redes de abastecimento hospitalar

Aldo Pacheco Ferreira, Cynara de Lourdes Nóbrega da Cunha

Resumo


As espécies de Legionella (bacilos aeróbios gram-negativos) são largamente distribuídas em ambientes aquáticos. A família Legionellaceae engloba um grupo de bactérias fastidiosas que requerem técnicas especiais de isolamento, das quais Legionella pneumophila é o membro mais comumente encontrado como causa de doença humana ou agravamento das condições de saúde. O objetivo deste trabalho é verificar as condições de hospitais da rede pública, escolhidos aleatoriamente, para o desenvolvimento de Legionella pneumophila, e assim contribuir com a discussão sobre a legislação e normalização técnica na rede, com fins de controle e prevenção deste bacilo na rede hospitalar brasileira. Em paralelo, foram avaliados alguns parâmetros físico-químicos e colimétricos (coliformes totais e termotolerantes) visando definir a qualidade total da água utilizada. Os resultados mostram a presença de coliformes e de Legionella sp na água utilizada nos hospitais monitorados. Sendo assim, é imprescindível a manutenção da qualidade da água consumida nos hospitais assim como, a realização de testes biológicos de controle para a detecção de L. pneumophila para que se tenha a segurança necessária do ambiente hospitalar.

Palavras-chave


Legionella pneumophila, doença dos legionários, pneumonia, qualidade da água, saúde pública, vigilância sanitária, ambientes hospitalares

Texto completo:

PDF PDF EN (English)


DOI: http://dx.doi.org/10.3395/reciis.v1i2.904

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




e-ISSN 1981-6278 

Icict - Instituto de Comunicação e Informação Científica e Tecnológica em Saúde

Fundação Oswaldo Cruz | Ministério da Saúde
Av. Brasil, 4365 | Pavilhão Haity Moussatché | Manguinhos | CEP 21040-900
Rio de Janeiro | Brasil