Entre a tradição e a resignificação: o feminino diante da infertilidade (e as novas tecnologias conceptivas)

Izis Morais Lopes dos Reis

Resumo


Este artigo analisa como os significados dados ao feminino podem e são (re)construídos diante da possibilidade de uma situação de vida em que a infertilidade se faz presente. Envolve questionar o que significa ser mulher na sociedade brasileira. A pesquisa foi realizada com jovens mulheres universitárias da Universidade de Brasília, com idade entre 18 e 25 anos. O debate se centra na análise sobre a existência de uma corporalidade feminina específica que é rompida quando a infertilidade é projetada como possível experiência. O artigo contém discussões sobre gênero, construção e retenção de significados objetivos, paralelos com teorias sobre deficiência e estudos sobre novas tecnologias reprodutivas.

Palavras-chave


significados do feminino; gênero; infertilidade; novas tecnologias reprodutivas

Texto completo:

PDF PDF EN (English)


DOI: http://dx.doi.org/10.3395/reciis.v2i2.844

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




e-ISSN 1981-6278 

Icict - Instituto de Comunicação e Informação Científica e Tecnológica em Saúde

Fundação Oswaldo Cruz | Ministério da Saúde
Av. Brasil, 4365 | Pavilhão Haity Moussatché | Manguinhos | CEP 21040-900
Rio de Janeiro | Brasil