Informação não-científica sobre a ciência na dinâmica da informação e da memória

Carmen Irene Correia de Oliveira

Resumo


Trazemos para o campo da ciência da informação questões relacionadas a produtos culturais específicos: filmes de ficção científica. Problematizamos a representação da ciência, no âmbito da ficção e da informação. Pretendemos estabelecer o estatuto de uma informação de natureza ficcional sobre a ciência. Pensamos que a dinâmica da memória do gênero está relacionada à própria dinâmica de uma informação não-científica sobre a ciência. Trabalhamos com remakes (refilmagens) e tomamos cada filme como um momento de uma grande narrativa sobre o referente ciência. A abordagem do conhecimento a partir da criação ficcional, considerando a informação como elemento estruturante de um fenômeno discursivo da cultura cinematográfica, é enfocada no contexto de uma dinâmica cultural e uma práxis de memória. Pressupomos que as refilmagens, ao apresentarem diferentes versões de uma mesma narrativa ficcional, reorganizam os fatos apresentados desde a primeira versão, procurando o equilíbrio entre a novidade e o já (re)conhecido. Apresentamos as análises já empreendidas a partir de dois conjuntos de filmes: Máquina do Tempo (1960; 2002) e Guerra dos Mundos (1952, 2005) tomando o referente, ciência, e o ator e apontamos para algumas características deste tipo de informação.

Palavras-chave


Informação; informação não-científica; remake; memória; ficção-científica

Texto completo:

PDF PDF EN (English)


DOI: http://dx.doi.org/10.3395/reciis.v3i3.797

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




e-ISSN 1981-6278 

Icict - Instituto de Comunicação e Informação Científica e Tecnológica em Saúde

Fundação Oswaldo Cruz | Ministério da Saúde
Av. Brasil, 4365 | Pavilhão Haity Moussatché | Manguinhos | CEP 21040-900
Rio de Janeiro | Brasil