A transdisciplinaridade na universidade: o discurso e a prática

Aleixina Maria Lopes Andalécio

Resumo


Apresentam-se discussões e resultados parciais de uma pesquisa de doutorado, cuja problemática situa-se nas questões colocadas pelas novas formas de produção e organização do conhecimento, orientadas pelo discurso e pelas práticas de transdisciplinaridade. Esta última é entendida no contexto da universidade, como esforço de superar a fragmentação do conhecimento em disciplinas e a excessiva especialização, diante da realidade complexa do mundo atual, de caráter relacional e interconectado. Para orientar as perguntas da pesquisa, parte-se do pressuposto de que existe uma distância de caráter epistemológico, prático, social e político entre o discurso e a prática da transdisciplinaridade. O terreno empírico é representado pela análise de dois grandes projetos institucionais transdisciplinares implantados na Universidade Federal de Minas Gerais, no final dos anos de 1990. Na metodologia, empregam-se técnicas de análise temática de documentos, entrevistas em profundidade e observação direta. Os resultados alcançados até então indicam que, mesmo pesquisadores com um forte discurso em prol da transdisciplinaridade, em sua prática ainda trabalham de forma disciplinar. Mas, mesmo entre pesquisadores ditos “disciplinares”, parece haver um consenso de que os problemas atuais exigem um enfoque diferente e a transdisciplinaridade se apresenta como uma alternativa apropriada para sua abordagem.

Palavras-chave


conhecimento; universidade; transdisciplinaridade; informação

Texto completo:

PDF PDF EN (English)


DOI: http://dx.doi.org/10.3395/reciis.v3i3.795

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




e-ISSN 1981-6278 

Icict - Instituto de Comunicação e Informação Científica e Tecnológica em Saúde

Fundação Oswaldo Cruz | Ministério da Saúde
Av. Brasil, 4365 | Pavilhão Haity Moussatché | Manguinhos | CEP 21040-900
Rio de Janeiro | Brasil