Os jovens e os discursos sobre aids: da centralidade dos contextos para a apropriação de sentidos

Janine Miranda Cardoso, Kátia Lerner

Resumo


O texto discute resultados de uma pesquisa que analisou os modos pelos quais jovens de dois bairros da periferia da cidade do Rio de Janeiro/RJ lidam com as situações de risco e as informações sobre a prevenção da aids. Ou seja, como atribuem sentidos, fazem circular e convertem em prática as medidas de prevenção que lhes são propostas. Articulando a perspectiva teórica da Semiologia dos Discursos Sociais e a da Mobilização Social, destacou-se as mediações simbólicas presentes nesses processos, evidenciando que sob uma aparente homogeneidade de falas emergem tensões e conflitos, próprios das relações sociais, e que também se manifestam no contexto da prevenção da aids, tais como oposições de classe, de geração e de gênero.

Palavras-chave


aids; saúde; políticas públicas; comunicação; discurso

Texto completo:

PDF PDF EN (English)


DOI: http://dx.doi.org/10.3395/reciis.v3i3.782

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




e-ISSN 1981-6278 

Icict - Instituto de Comunicação e Informação Científica e Tecnológica em Saúde

Fundação Oswaldo Cruz | Ministério da Saúde
Av. Brasil, 4365 | Pavilhão Haity Moussatché | Manguinhos | CEP 21040-900
Rio de Janeiro | Brasil