Complexidade e documento: a hibridação das mediações nas áreas em ruptura

Viviane Couzinet

Resumo


De forma complementar à comunicação entre pesquisadores e a vulgarização da ciência, abre-se uma terceira via à comunicação científica, qual seja, as trocas que se estabelecem entre profissionais e pesquisadores. Nessa zona de trocas muitas vezes considerada como zona de ruptura, o grupo de pesquisa em ciência da informação da Universidade de Toulouse (França), analisa as hibridações que se constituem nessas mediações. Esse posicionamento permite analisar numerosos fenômenos e retornar à definição do documento como construto social.

Palavras-chave


mediação híbrida; comunicação científica; cultura da informação; documento; compartilhamento dos saberes



DOI: http://dx.doi.org/10.3395/reciis.v3i3.750

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




e-ISSN 1981-6278 

Icict - Instituto de Comunicação e Informação Científica e Tecnológica em Saúde

Fundação Oswaldo Cruz | Ministério da Saúde
Av. Brasil, 4365 | Pavilhão Haity Moussatché | Manguinhos | CEP 21040-900
Rio de Janeiro | Brasil