Comunicação, saúde e cidadania: experiência radial

Beatriz Elena Fonseca Muñoz

Resumo


O trabalho refere-se a uma experiência cubana em relação à comunicação, saúde e cidadania por meio de programa de rádio O que você acha? produtor produzindo dramatizada arte rádio. Na inter-comunicação, a saúde e os cidadãos têm um papel fundamental a mídia masiva. O que você acha? Ele tem a função de guia sobre vários temas da vida cotidiana, incluindo o encaminhamento para a saúde. O programa é dramatizada e é um ponto de partida para a intervenção de especialistas em diferentes áreas da saúde explicam os problemas apresentados na transmissão. Este programa é uma experiência que reflete a responsabilidade que devem ter os meios de comunicação do assunto. Ele é distribuído por várias estações no país e serem convidados especialistas da aldeia para que eles cobrem as estações, a comunicação deve responder aos interesses, necessidades e motivações da comunidade para quem se dirige. As características do processo de produção é explicado para alcançar este produto comunicativo e os aspectos de seu conteúdo para demonstrar como a mídia pode ajudar a promover a cidadania responsável nessas áreas.

Palavras-chave


Radioart; Rádio dramatizada; Saúde; Cidadania; Comunicação

Texto completo:

PDF (Español (España))


DOI: https://doi.org/10.3395/reciis.v6i4.715

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




e-ISSN 1981-6278 

Icict - Instituto de Comunicação e Informação Científica e Tecnológica em Saúde

Fundação Oswaldo Cruz | Ministério da Saúde
Av. Brasil, 4365 | Pavilhão Haity Moussatché | Manguinhos | CEP 21040-900
Rio de Janeiro | Brasil