Mapeamento das práticas comunicacionais radiofônicas como terapia psicossocial nos serviços de saúde mental no Brasil

Danielle Barros Silva Fortuna, Valdir de Castro Oliveira

Resumo


Partindo do pressuposto de que as experiências com a utilização de oficinas de rádio como terapia psicossocial a usuários de saúde mental propiciam novos modos de cuidado em saúde mental na perspectiva das estratégias contemporâneas antimanicomiais, este trabalho teve como objetivo fazer um mapeamento dessas experiências desenvolvidas nos serviços de saúde mental no Brasil, identificando onde elas ocorrem, quais atores envolvidos e que tipo de procedimentos pedagógicos são utilizados nestes processos. O mapeamento concentrou-se nas experiências de terapias comunicacionais realizadas através de rádio (em ondas eletromagnéticas, oficinas em estúdio em circuito interno e webrádio).

 


Palavras-chave


Comunicação; Informação; Saúde Mental; Rádio; Webradio

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.3395/reciis.v6i4.714

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




e-ISSN 1981-6278 

Icict - Instituto de Comunicação e Informação Científica e Tecnológica em Saúde

Fundação Oswaldo Cruz | Ministério da Saúde
Av. Brasil, 4365 | Pavilhão Haity Moussatché | Manguinhos | CEP 21040-900
Rio de Janeiro | Brasil