A associação entre vida religiosa e saúde: uma breve revisão de estudos quantitativos

Eymard Mourão Vasconcelos

Resumo


Desde os primórdios da formação da sociedade humana, o trabalho em saúde voltado para a cura e a prevenção das doenças tem se organizado estreitamente ligado às práticas religiosas. Com o advento da modernidade e o surgimento da medicina científica buscou-se orientar e explicar o processo de adoecimento e cura de forma desvinculada da religião. No entanto, a partir do final do século XX, o tema da correlação entre vida religiosa e espiritualidade com os níveis de saúde da população passou a merecer amplo interesse de pesquisadores de várias instituições acadêmicas. Com o aparecimento, principalmente nos Estados Unidos, de vários estudos médicos quantitativos que pesquisaram a associação entre vida religiosa e as condições de saúde e recuperação de doenças, este tema passou a merecer o reconhecimento de setores acadêmicos importantes das ciências da saúde. Estes estudos quantitativos, realizados a partir de métodos epidemiológicos, foram importantes para dar legitimidade aos estudos qualitativos que também se expandiram. Este estudo busca fazer uma revisão destes estudos na literatura internacional.


Palavras-chave


epidemiologia da religião; espiritualidade e saúde; vida religiosa e saúde; promoção da

Texto completo:

PDF PDF EN (English)


DOI: http://dx.doi.org/10.3395/reciis.v4i3.659

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




e-ISSN 1981-6278 

Icict - Instituto de Comunicação e Informação Científica e Tecnológica em Saúde

Fundação Oswaldo Cruz | Ministério da Saúde
Av. Brasil, 4365 | Pavilhão Haity Moussatché | Manguinhos | CEP 21040-900
Rio de Janeiro | Brasil