Observatórios de mídia como instrumentos para (da) democracia

Edgard Rebouças, Patrícia Cunha

Resumo


Este artigo apresenta parte de uma análise sobre 77 observatórios de mídia em 23 países, tendo como ênfase as relações que têm com o conceito e a instituição da democracia. São destacadas algumas de suas práticas, estruturas, objetivos e justificativas, conduzindo a uma categorização que os situam como reformistas, revolucionários e/ou "conservadores". Nas conclusões, ressalta a importância que os observatórios de mídia têm como agentes de incentivo à reflexão e à participação da sociedade em prol de uma democratização dos processos comunicacionais. Apresenta ainda a proposta aprovada na I Conferência Nacional de Comunicação para a criação de observatórios e ouvidorias em todo o país.

 

 


Palavras-chave


observatórios de mídia; democratização da comunicação; controle social; participação;

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.3395/reciis.v4i4.650

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




e-ISSN 1981-6278 

Icict - Instituto de Comunicação e Informação Científica e Tecnológica em Saúde

Fundação Oswaldo Cruz | Ministério da Saúde
Av. Brasil, 4365 | Pavilhão Haity Moussatché | Manguinhos | CEP 21040-900
Rio de Janeiro | Brasil