“Cartão da Mulher”: processos comunicativos na construção de um material de saúde impresso

Cristina Maria Ganns Chaves Dias, Larissa Beatriz do Carmo Moreira, Adriana Kelly Santos

Resumo


 As estratégias de promoção à saúde visam atuar nos aspectos determinantes do processo saúde-adoecimento para provocar transformações das práticas comunitárias e profissionais em saúde e construir parcerias entre usuários/comunidade, profissionais e instituições prestadoras de serviço. O ato de comunicar-se compreende o processo de partilha de ideias, atitudes e emoções. Nesse sentido, refletir sobre o processo comunicativo é algo indissociável da promoção à saúde e produção de cuidado. Entre maio de 2010 e maio de 2011, investigou-se as práticas comunicativas entre profissionais de saúde e usuárias da Estratégia de Saúde da Família através de uma pesquisa realizada em seis Unidades de Atenção Primária a Saúde de Viçosa-MG, adotando a metodologia da problematização e a técnica da observação participante. Este artigo apresenta a elaboração de um material impresso intitulado "Cartão da Mulher" que almeja incentivar a produção de práticas dialógicas e humanizadas entre mulheres, profissionais das Unidades de Atenção Primária à Saúde (UAPS) e acadêmicos

 


Palavras-chave


Comunicação e saúde; Materiais impressos; Saúde da mulher

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.3395/reciis.v6i4.640

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




e-ISSN 1981-6278 

Icict - Instituto de Comunicação e Informação Científica e Tecnológica em Saúde

Fundação Oswaldo Cruz | Ministério da Saúde
Av. Brasil, 4365 | Pavilhão Haity Moussatché | Manguinhos | CEP 21040-900
Rio de Janeiro | Brasil