As diversas faces do acompanhamento de crianças hospitalizadas

Angela Hygino Rangel, Joana Garcia

Resumo


Este artigo aborda as implicações técnicas e políticas do acompanhamento de crianças hospitalizadas em um hospital de grande porte do município de Rio de Janeiro nas últimas duas décadas. Para isso, retoma estudos prévios, considerando os seguintes aspectos: as condições de hospitalização de crianças e seus acompanhantes na rede pública; o exame das funções exercidas
pelos acompanhantes; as condições de trabalho a que estão submetidos os profissionais de saúde e as condições gerais de funcionamento de um serviço público. Conclui que as implicações do acompanhamento não se restringem ao cuidado e à garantia de proteção da criança, mas interferem na dinâmica institucional de maneira intensa. A participação de terceiros na condução
médico-assistencial das crianças hospitalizadas em unidades públicas e privadas de saúde tem conseqüências diretas sobre a qualidade do serviço, mas também sobre as estruturas de poder instituído. 

Informações sobre o artigo

Recebido em: 14/04/2011         Aceito em: 21/03/2012


Palavras-chave


Acompanhamento; infância; saúde

Texto completo:

PDF PDF EN (English)


DOI: https://doi.org/10.3395/reciis.v6i1.604

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




e-ISSN 1981-6278 

Icict - Instituto de Comunicação e Informação Científica e Tecnológica em Saúde

Fundação Oswaldo Cruz | Ministério da Saúde
Av. Brasil, 4365 | Pavilhão Haity Moussatché | Manguinhos | CEP 21040-900
Rio de Janeiro | Brasil