Comunicação pública e o sistema de interação midiático: vozes do envelhecimento e a participação cidadã do idoso.

Denise Regina Stacheski

Resumo


Este trabalho vincula-se à tese em desenvolvimento pelo Programa de Doutorado emComunicação e Linguagens da Universidade Tuiuti do Paraná, com estágio doutoral naUniversidade Nova de Lisboa, financiado pela CAPES – por meio do PDSE – Programa deDoutorado Sanduíche no Exterior – no período de 2011 a 2013. Objetiva, além de debatervozes sociais do envelhecimento nos diálogos da comunicação pública brasileira, por meio dosistema de interação midiático (do impresso ao digital), verificar potencialidades das redessociais digitais como ativadoras da participação cidadã do idoso. Dentre os autores utilizadospara fundamentar a temática abordada estão Matos (2009, 2010, 2011) e Duarte (2009). Ahipótese principal é que o processo comunicativo entre a comunicação pública e a populaçãoidosa brasileira - que se constitui, nas exposições midiáticas atuais, principalmente a partir davitimização social do idoso - possa ser mais bem qualificado nas interações das redes sociaisdigitais, possibilitando, assim, maior engajamento nas questões públicas e a potencialização deseu capital social.

Palavras-chave


Capital social de idosos; Comunicação pública; Envelhecimento; Redes sociais digitais; Tecnologias de informação.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.3395/reciis.v7i3.587

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




e-ISSN 1981-6278 

Icict - Instituto de Comunicação e Informação Científica e Tecnológica em Saúde

Fundação Oswaldo Cruz | Ministério da Saúde
Av. Brasil, 4365 | Pavilhão Haity Moussatché | Manguinhos | CEP 21040-900
Rio de Janeiro | Brasil