Proposta de metodologia para análise de redes sociais aplicadas a sites de saúde

Ricardo Barros Sampaio, Luana P. Silva, Elmo Fagner Sampaio Esteves

Resumo


O presente trabalho teve como foco principal a avaliação empírica de métodos aplicáveis no estudo de redes sociotécnicas para sites do governo e outras mídias digitais que discutem ou apresentam informações sobre a saúde. O estudo foi realizado em decorrência de atividades de pesquisa sobre redes sociais realizadas na Fiocruz Brasília. A proposta inicial era entender como estavam relacionados os diferentes ambientes informacionais da Web e se havia uma metodologia que poderia ser aplicada a esse tipo de estudo. O entendimento sobre as relações que se configuram nesses ambientes tecnológicos pôde revelar uma estrutura de contatos e fluxos informacionais diferente das que são percebidas nas redes e esferas não tecnológicas. Como conclusão do trabalho, acreditamos que a utilização de métodos de análise de redes é pertinente a esse tipo de estudo e que pode ser aplicada de forma mais extensiva e contínua com o objetivo de proporcionar uma comunicação mais eficaz entre governo e população. Entre os resultados encontrados foi notada uma clara estrutura de relacionamentos entre entidades de áreas similares de saúde, além de sites com alta centralidade ou destaque entre os demais.

Palavras-chave


Modularidade; Centralidade; Sites; Gestão, Redes Sociais, Navegador, Internet, Mídias Sociais, Indicadores de Gestão

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.3395/reciis.v8i1.463

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




e-ISSN 1981-6278 

Icict - Instituto de Comunicação e Informação Científica e Tecnológica em Saúde

Fundação Oswaldo Cruz | Ministério da Saúde
Av. Brasil, 4365 | Pavilhão Haity Moussatché | Manguinhos | CEP 21040-900
Rio de Janeiro | Brasil