A transição do prontuário do paciente em suporte papel para o prontuário eletrônico do paciente e seu impacto para os profissionais de um arquivo de instituição de saúde

Estela Mara Ferreira Gambi, Janise Braga Barros Ferreira, Maria Cristiane Barbosa Galvão

Resumo


No século XXI, a informatização atinge todos os campos, inclusive o campo da saúde. Objetivo. Este trabalho tem por objetivo analisar o processo da informatização do prontuário do paciente e verificar o seu impacto para os profissionais que trabalham em um arquivo de instituição de saúde. O estudo adotou uma abordagem qualitativa-exploratória, entrevistando 12 profissionais de um arquivo médico por meio de um roteiro com semiestruturado. Os principais resultados indicam que os profissionais do arquivo médico objeto de estudo não receberam treinamento para relacionado ao processo de informatização do prontuário, embora sejam profissionais que tenham uma visão privilegiada em relação aos fluxos informacionais relacionados ao prontuário do paciente e sobre seu uso no cotidiano da assistência hospitalar. Entende-se que os profissionais do arquivo médico são informantes importantes sobre os usos efetivos do prontuário do paciente e que deveriam ser integrados ao processo de informatização como colaboradores ou potenciais profissionais que poderão zelar pela qualidade do prontuário do paciente em suporte eletrônico.

Informações do artigo

Recebido 21.09.2012

Aceito 23.05.2013



Palavras-chave


Transição tecnológica; Prontuário do paciente; Prontuário eletrônico do Paciente; Arquivo de instituição de saúde; Informática em Saúde.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.3395/reciis.v7i2.455

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




e-ISSN 1981-6278 

Icict - Instituto de Comunicação e Informação Científica e Tecnológica em Saúde

Fundação Oswaldo Cruz | Ministério da Saúde
Av. Brasil, 4365 | Pavilhão Haity Moussatché | Manguinhos | CEP 21040-900
Rio de Janeiro | Brasil