Mapeando a dinâmica da informática médica: uma análise bibliométrica do campo científico

Autores

DOI:

https://doi.org/10.29397/reciis.v15i4.2395

Palavras-chave:

Bibliometria, Informática médica, Informática em saúde, Saúde eletrônica, Saúde digital.

Resumo

A saúde digital é um assunto emergente em fóruns acadêmicos, nas políticas públicas e nas organizações de saúde. Supondo que a saúde digital deriva de conhecimentos da informática médica, este artigo apresenta resultados de uma pesquisa bibliométrica sobre a evolução conceitual e tecnológica do campo da informática médica nas últimas décadas, enfatizando aspectos metodológicos. O trabalho realizou bibliometria em metadados de 100 mil artigos indexados sob a categoria ‘medical informatics’ na base de dados Web of Science entre os anos de 1960 e 2020. Foram realizadas análises longitudinais com utilização dos softwares Bibliometrix e CorText em três eixos: quantidade de publicações, países dos autores e palavras-chave. Conforme a hipótese metodológica que orientou o estudo, as mudanças terminológicas verificadas ao longo do tempo oferecem uma visão aproximativa das mudanças conceituais e tecnológicas do campo de pesquisa da informática médica. Os resultados mostram que esse campo de investigação apresentou crescimento consistente ao longo das últimas seis décadas, expandindo-se para diferentes países. As mudanças terminológicas e conceituais detectadas pela análise de palavras-chave permitiram a identificação de períodos temporais definidos, associados a rótulos genéricos como ‘health informatics’, ‘e-health’. O rótulo ‘medical informatics’ é recorrente como termo mais geral a designar o campo de aplicação, em razão de sua adoção por associações científicas internacionais a partir da década de 1970. Nos últimos cincos anos, pode-se identificar a emergência do termo ‘digital health’, que possivelmente será o conceito dominante na década que se inicia. A análise de palavras-chave também indica a associação entre mudanças terminológicas e de tecnologias, o que reforça as relações entre conceitos e aplicações tecnológicas de cada período.

Biografia do Autor

Bruno Elias Penteado, Fundação Oswaldo Cruz, Estratégia Fiocruz para a Agenda 2030. Rio de Janeiro, RJ,

Doutorado em Ciência da Computação pela Universidade de São Paulo.

Marcelo Fornazin, Fundação Oswaldo Cruz, Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca. Rio de Janeiro, RJ, Brasil. Universidade Federal Fluminense. Niterói, RJ,

Doutorado em Administração pela Fundação Getulio Vargas.

Leonardo Castro, Fundação Oswaldo Cruz, Escola Nacional de Saúde Pública Sérgio Arouca. Rio de Janeiro, RJ, Brasil.

Doutorado em Antropologia pela Universidade Federal do Rio de Janeiro.

Sandro Luis Freire, Instituto Nacional de Câncer. Rio de Janeiro, RJ

Mestrado em Gestão e Estratégia pela Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro.

Downloads

Publicado

10-11-2021

Como Citar

Penteado, B. E., Fornazin, M., Castro, L., & Freire, S. L. (2021). Mapeando a dinâmica da informática médica: uma análise bibliométrica do campo científico. Revista Eletrônica De Comunicação, Informação & Inovação Em Saúde, 15(4). https://doi.org/10.29397/reciis.v15i4.2395

Edição

Seção

Dossiê: Estudos métricos da informação científica em saúde