Prática de biblioterapia no Brasil e no exterior: principais experiências com a terapia pela leitura a partir da década de 1980

Andréa Pereira Santos, Natália Rocha, Larissa Andrade Batista Cavalcanti

Resumo


O presente estudo tem como objetivo conhecer as principais experiências com a biblioterapia voltadas para pessoas acometidas com doenças variadas sejam físicas e/ou mentais, ou sociais no Brasil e no exterior. Justifica-se por apresentar a função terapêutica da leitura. Tem como base os conceitos teóricos e históricos da biblioterapia, o conhecimento das principais experiências com a biblioterapia no Brasil e comparativo com entre a realidade nacional e internacional quanto a utilização dessa terapia. Para tanto, trata-se de uma pesquisa exploratória, qualitativa e bibliográfica, que buscou em bases de dados nacionais e internacional (LISA) com material publicado sobre experiências que utilizassem a biblioterapia para o bem-estar do indivíduo. Desse modo, observa-se que o Brasil caminha para ampliação da utilização da terapia, enquanto que outros países a utilizam em variados nichos sejam hospitalar, escolar, prisional, entre outros. O que permite concluir que a biblioterapia proporciona saúde e bem-estar aos que dela fazem uso.


Palavras-chave


Biblioterapia; Programas de biblioterapia; Biblioterapia com pacientes; Pacientes hospitalizados; Leitura terapêutica.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.29397/reciis.v15i3.2166

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




e-ISSN 1981-6278 

Icict - Instituto de Comunicação e Informação Científica e Tecnológica em Saúde

Fundação Oswaldo Cruz | Ministério da Saúde
Av. Brasil, 4365 | Pavilhão Haity Moussatché | Manguinhos | CEP 21040-900
Rio de Janeiro | Brasil