Blogs e redes sociais na atenção à saúde da família: o que a comunicação online traz de novo?

Patrícia Estrella Liporace Barcelos, Tarcísio Valente Lima, Adriana Cavalcanti de Aguiar

Resumo


O uso de tecnologias da informaç̃ e da comunicaç̃ (TIC) tem apoiado mudançs nas formas de comunicaç̃ das instituiçes de saúde. O estudo que fundamenta este artigo investiga a criaç̃ de ambientes de comunicaç̃ online nos serviçs de atenç̃ primária no município do Rio de Janeiro, selecionando o caso do Observatório de Tecnologia de Informaç̃ e Comunicaç̃ em Sistemas e Serviçs de Saúde (Otics - Rio), posteriormente substituído pelos Ambientes de Saberes e Aprendizagens em Saúde (Asas - Rio). A análise considera seis características da comunicaç̃ online: interatividade, hipertextualidade, personalização, multimidialidade/convergência, memória e instantaneidade. Observou-se que a comunicação estabelecida mantém uma tendência difusionista, característica do modelo informacional de comunicaç̃, especialmente nos blogs, evidenciando que é mesmo possível tender à reproduç̃ de antigos modelos e sentidos de comunicaç̃ e saúde.


Palavras-chave


Comunicação em saúde; Tecnologia da informação; Atenção primária à saúde; Sistema Único de Saúde; Educação em saúde.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.29397/reciis.v14i1.1747

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




e-ISSN 1981-6278 

Icict - Instituto de Comunicação e Informação Científica e Tecnológica em Saúde

Fundação Oswaldo Cruz | Ministério da Saúde
Av. Brasil, 4365 | Pavilhão Haity Moussatché | Manguinhos | CEP 21040-900
Rio de Janeiro | Brasil