A confiabilidade dos registros de informações no Sistema de Informação em Saúde: vigilância de contatos intradomiciliares de hanseníase

Clinton Fábio Gomes da Silva, Susilene Maria Tonelli Nardi, Vânia Del' Arco Paschoal

Resumo


O objetivo deste estudo foi comparar os contatos intradomiciliares (CIs) do Sistema de Informação em Saúde (SIS) com os registros de pessoas diagnosticadas com hanseníase. Estudo transversal, retrospectivo e quantitativo, baseado nas informações coletadas em registros físicos e do SIS em 2015 e 2016, em um município do interior do Estado de São Paulo. Foi utilizado um instrumento com variáveis relacionadas aos CIs: sexo, idade, relacionamento, doença, vacina BCG-ID, registros SIS e análise descritiva. Dos 81 CIs de 40 pacientes diagnosticados, 72 foram avaliados e 71 foram incluídos no SIS. 01 CIs adoeceu após o término do tratamento do caso índice. O sexo prevalente dos CIs é feminino, adulto jovem e filho. Entre os registros físicos e do SIS, houve uma diferença de 12,4%; e correlacionando os mesmos registros (81) com a frequência dos CIs avaliados (72), há uma diferença de 11,1%. Conclui-se que existe discordância entre os registos de CIs nos registos com o SIS.


Palavras-chave


Hanseníase; Comunicação em Saúde; Sistema de Informação em Saúde; Vigilância em Saúde Pública; Epidemiologia.

Texto completo:

PDF (English)


DOI: http://dx.doi.org/10.29397/reciis.v13i4.1666

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




e-ISSN 1981-6278 

Icict - Instituto de Comunicação e Informação Científica e Tecnológica em Saúde

Fundação Oswaldo Cruz | Ministério da Saúde
Av. Brasil, 4365 | Pavilhão Haity Moussatché | Manguinhos | CEP 21040-900
Rio de Janeiro | Brasil