A Gestão do Conhecimento holística: análise de aderência do modelo de Mutuwa e Maiga

Fábio Corrêa, Fabrício Ziviani, Dárlinton Barbosa Feres Carvalho

Resumo


Há sinalizações acadêmicas para o desenvolvimento de modelos de gerenciamento do conhecimento pautados no paradigma holístico. Mutuwa e Maiga afirmam que não há um modelo unificador para o setor de saúde, o que permite inferir que o modelo desses autores se propõe ao atingimento desse feito. Assim, esta pesquisa se justifica pelo objetivo de analisar a aderência do modelo de Mutuwa e Maiga à Gestão do Conhecimento holística, de modo a identificar se esse modelo supre a lacuna de uma estrutura unificadora para este setor. Essa análise é realizada por meio de procedimentos metodológicos mistos, contemplando a abordagem qualitativa-quantitativa e a Análise de Conteúdo. Por resultado, há uma adesão de somente 15,4% do modelo de Mutuwa e Maiga à Gestão do Conhecimento holística, conforme caracterização apresentada nessa pesquisa, permitindo inferir que a Gestão do Conhecimento não tem demonstrado direcionamento para uma abordagem orientada ao paradigma holístico. Assim, esta pesquisa contribui por fomentar o desenvolvimento de novos modelos de gerenciamento do conhecimento alicerçados no paradigma holístico, considerando os delineamentos aqui expostos.


Palavras-chave


Gestão do conhecimento; Paradigma holístico; Gestão do conhecimento holística; Mutuwa e Maiga; Análise de conteúdo.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.29397/reciis.v13i3.1643

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




e-ISSN 1981-6278 

Icict - Instituto de Comunicação e Informação Científica e Tecnológica em Saúde

Fundação Oswaldo Cruz | Ministério da Saúde
Av. Brasil, 4365 | Pavilhão Haity Moussatché | Manguinhos | CEP 21040-900
Rio de Janeiro | Brasil