Práticas discursivas e produção de sentidos: análise da aplicação em Saúde Mental no Brasil

Amanda Pereira Risso Saad, Paulo Roberto Haidamus de Oliveira Bastos, Geisa Alessandra Cavalcante de Souza

Resumo


Este estudo analisou a aplicação das práticas discursivas e produção de sentidos na descrição e interpretação dos sentidos dados a diferentes fenômenos em saúde mental no Brasil. Trata-se de uma revisão bibliográfica baseada na literatura especializada, a partir da consulta a estudos científicos selecionados utilizando a Biblioteca Virtual em Saúde (BVS) com as palavras-chave ‘práticas discursivas’ e ‘produção de sentidos’, no título, resumo ou assunto, resultando na seleção de 21 estudos, dada sua relação com a saúde mental. A aplicação desta teoria se deu na abordagem profissional e usuário, assistência terapêutica, formação profissional, maternidade, paternidade, adoção e percepção pessoal de fenômenos como crise, vulnerabilidade social, doença, cuidado, self, exclusão social e violência. Compreender esses fenômenos possibilita a reflexão sobre a práxis de profissionais de saúde mental e afins, contribuindo com estratégias de acolhimento e formação de vínculo na relação entre profissional e usuário a partir da interpretação dos sentidos.


Palavras-chave


Assistência integral à saúde; Saúde holística; Psicologia social; Saúde mental; Comunicação; Linguagem.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.29397/reciis.v13i3.1602

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




e-ISSN 1981-6278 

Icict - Instituto de Comunicação e Informação Científica e Tecnológica em Saúde

Fundação Oswaldo Cruz | Ministério da Saúde
Av. Brasil, 4365 | Pavilhão Haity Moussatché | Manguinhos | CEP 21040-900
Rio de Janeiro | Brasil