Comunicação científica sob o espectro da Ciência Aberta: um modelo conceitual contemporâneo

Danyelle Mayara Silva, Elton Mártires Pinto, Érika Rayanne Silva de Carvalho, Patrícia Resende Pereira, Fernando César Lima Leite

Resumo


A disseminação da informação científica tem ganhado celeridade e eficácia, sobretudo, pelo desenvolvimento das modernas tecnologias da informação e comunicação. O uso massivo dessas tecnologias para coleta, tratamento e análise de dados vem criando o que alguns autores, entre eles Tim Gray, chamam de quarto paradigma da ciência, ou eScience. Atualmente, a adoção de práticas ligadas à Ciência Aberta tem provocado forte impacto na forma como os pesquisadores comunicam o desenvolvimento de suas pesquisas. Nesse contexto, este trabalho propõe um modelo conceitual de comunicação científica sob o espectro dos conceitos relativos à Ciência Aberta. O trabalho demonstra que as práticas de comunicação científica descritas por modelos convencionais, como o de Garvey e Griffith (1979) e o idealizado por Hurd (2000), servem de base para a análise da comunicação científica contemporânea, porém necessitam ser adaptados à realidade atual.


Palavras-chave


Comunicação científica; Informação científica; Ciência aberta; Modelo conceitual

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.29397/reciis.v11i0.1414

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




e-ISSN 1981-6278 

Icict - Instituto de Comunicação e Informação Científica e Tecnológica em Saúde

Fundação Oswaldo Cruz | Ministério da Saúde
Av. Brasil, 4365 | Pavilhão Haity Moussatché | Manguinhos | CEP 21040-900
Rio de Janeiro | Brasil