Aspectos normativos da avaliação das ciências: reflexões para a pesquisa em História das Ciências e da Saúde da Casa de Oswaldo Cruz

Marcus Vinícius Pereira da Silva, Lídia Silva de Freitas, Jacqueline Ribeiro Cabral

Resumo


O trabalho tem como objetivo analisar os aspectos normativos relacionados à avaliação das ciências, na qual se insere a pesquisa em História das Ciências e da Saúde desenvolvida na Casa de Oswaldo Cruz (COC) da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz). Traz reflexões sobre os principais modelos de avalição das ciências utilizados atualmente, a revisão por pares e indicadores quantitativos, e indica a incorporação de novos modelos, a ciência aberta e os indicadores altmétricos. Verifica-se que todos os modelos são alvo de críticas e que não há consenso sobre um padrão único. Descreve os critérios de avaliação adotados pela COC, pela Fiocruz e pela área de História da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes). Aponta a criação no âmbito da Fiocruz do Observatório em Ciência, Tecnologia e Inovação e da Política de Acesso Aberto como esforços para superar os limites dos modelos tradicionais de avaliação da ciência e que a área de História da Capes mudou seus critérios de avaliação de periódicos, passando a utilizar a inserção em bases de dados e indicadores bibliométricos na classificação.


Palavras-chave


Gestão de Ciência; Tecnologia e Inovação em Saúde; Recursos para a Pesquisa; Avaliação da Ciência; História das Ciências e da Saúde.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.29397/reciis.v11i0.1403

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




e-ISSN 1981-6278 

Icict - Instituto de Comunicação e Informação Científica e Tecnológica em Saúde

Fundação Oswaldo Cruz | Ministério da Saúde
Av. Brasil, 4365 | Pavilhão Haity Moussatché | Manguinhos | CEP 21040-900
Rio de Janeiro | Brasil