Inovação em serviços de saúde a partir do Teste Myers-Briggs Type Indicator (MBTI®) associado à análise de redes sociais (ARS)

Iêda Lenzi Durão, Marcelo Jasmim Meiriño, Mirian Picinini Méxas

Resumo


A inovação figura como aspecto relevante para organizações uma vez que contribui para o melhor desempenho e para os atendimentos às demandas constantes e crescentes da sociedade moderna. O inventário Myers-Briggs Type Indicator (MBTI®) apresenta-se como ferramenta com potencial para a identificação de indivíduos inovadores em organizações. Este estudo tem por objetivo identificar os tipos psicológicos de profissionais com potencial para inovação que trabalham na área da saúde e o posicionamento dos mesmos dentro de suas redes sociais organizacionais. Os dados foram coletados por meio de um questionário estruturado aplicado a 37 profissionais em uma unidade de saúde no município do Rio de Janeiro, e transferidos para dois softwares - Ucinet e MBTI versão Inspiira 1. Os resultados revelaram que alguns dos indivíduos identificados como centrais para o processo de inovação, apresentaram a dimensão Intuição (N), que é apontada pela literatura como indicadora de indivíduos que têm uma maior propensão a gerar ideias inovadoras. O inventário MBTI e sua verificação por meio da análise de redes sociais (ARS) mostraram-se promissores para identificação de indivíduos inovadores e para proporcionar o seu melhor aproveitamento dentro das organizações.


Palavras-chave


Inovação organizacional; Testes psicológicos; Redes sociais; Serviços de saúde; Profissionais de saúde.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.29397/reciis.v12i3.1368

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




e-ISSN 1981-6278 

Icict - Instituto de Comunicação e Informação Científica e Tecnológica em Saúde

Fundação Oswaldo Cruz | Ministério da Saúde
Av. Brasil, 4365 | Pavilhão Haity Moussatché | Manguinhos | CEP 21040-900
Rio de Janeiro | Brasil