Os cientistas e os meios de comunicação de massa: um estudo de caso no Instituto Oswaldo Cruz

Bárbara Ávila Maia, Luisa Massarani

Resumo


Este artigo apresenta um estudo de caso sobre a relação dos cientistas do Instituto Oswaldo Cruz (IOC) com os meios de comunicação de massa e com a divulgação científica em geral. O Instituto é uma das unidades da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), localiza-se no Rio de Janeiro (Brasil), e é reconhecido internacionalmente por sua relevante produção científica na área da saúde. O estudo foi realizado por meio de uma enquete online, respondida por 103 cientistas de um universo de 487 pesquisadores e tecnologistas do IOC, e 20 entrevistas semiestruturadas feitas com stakeholders. Os resultados indicam um processo de crescente divulgação da ciência no Instituto, em contato relativamente frequente com a mídia e uma adesão às ações voltadas para o público promovidas pelo IOC. Por outro lado, identificamos poucas iniciativas próprias de divulgação científica por meio de blogs e redes sociais.

 


Palavras-chave


divulgação científica; comunicação pública da ciência; meio de comunicação de massa; cientista; jornalista.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.29397/reciis.v11i4.1342

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




e-ISSN 1981-6278 

Icict - Instituto de Comunicação e Informação Científica e Tecnológica em Saúde

Fundação Oswaldo Cruz | Ministério da Saúde
Av. Brasil, 4365 | Pavilhão Haity Moussatché | Manguinhos | CEP 21040-900
Rio de Janeiro | Brasil