Tecnologias de acesso livre para georreferenciamento e análise de sistemas e redes de atenção aos usuários de drogas

Pedro Henrique Antunes da Costa, Leonardo Fernandes Martins, Telmo Mota Ronzani, Fernando Antonio Basile Colugnati

Resumo


Este artigo tem como objetivo apresentar um método de georreferenciamento e análise de sistemas de cuidado aos usuários de drogas baseado em tecnologias e processos de acesso livre que podem ser utilizados em diferentes cenários. O método é constituído de três etapas: 1) definição conceitual dos sistemas e das redes de atenção aos usuários de drogas; 2) levantamento dos serviços e o seu mapeamento por georreferenciamento; e 3) caracterização dos relacionamentos entre os serviços da rede a partir da análise de redes sociais (ARS). De modo a demonstrar suas potencialidades e revelar outras possibilidades, o presente método foi utilizado em um município brasileiro de médio/grande porte. Foram identificados e georreferenciados 187 serviços, e suas interações caracterizadas pela ARS. Concluiu-se que merecem destaque três potencialidades do método proposto: 1) o caráter ampliado proporcionado pela abordagem de redes; 2) o baixo custo e a utilização de ferramentas inovadoras e acessíveis; e 3) auxílio para a visualização e o gerenciamento da rede.


Palavras-chave


atenção à saúde; transtornos relacionados ao uso de substâncias; saúde mental; redes sociais; mapeamento geográfico.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.29397/reciis.v11i4.1279

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




e-ISSN 1981-6278 

Icict - Instituto de Comunicação e Informação Científica e Tecnológica em Saúde

Fundação Oswaldo Cruz | Ministério da Saúde
Av. Brasil, 4365 | Pavilhão Haity Moussatché | Manguinhos | CEP 21040-900
Rio de Janeiro | Brasil