Planejamento de ações de saúde do trabalhador no SUS: uma análise dos planos municipais de saúde da VI Regional de Saúde de Pernambuco

Aureliane Cadengue Galindo, Aline do Monte Gurgel

Resumo


Os instrumentos de planejamento são essenciais nas instâncias gestoras do Sistema Único de Saúde (SUS) para organização de uma assistência aos trabalhadores planejada e pautada na observância de suas singularidades. Este artigo tem como objetivo analisar a inserção da Saúde do Trabalhador nos Planos Municipais de Saúde da VI Regional de Saúde de Pernambuco. Foi realizada análise documental a partir do estudo dos Planos Municipais de Saúde elaborados para o quadriênio 2014-2017. Os instrumentos foram acessados por meio do Sistema de Apoio ao Relatório de Gestão (SargSUS). A análise dos planos municipais de saúde revela baixo nível de compreensão do significado de conceitos básicos relacionados ao planejamento em saúde. Os problemas e necessidades apontados na análise situacional, de maneira geral, não são contemplados no estabelecimento das diretrizes, objetivos e metas relacionados à saúde do trabalhador. Constatou-se a existência de deficiências nos Planos Municipais de Saúde analisados no que diz respeito às ações de planejamento em saúde do trabalhador.


Palavras-chave


saúde do trabalhador; trabalho; planejamento em saúde; gestão em saúde; atenção integral à saúde.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.29397/reciis.v10i4.1155

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




e-ISSN 1981-6278 

Icict - Instituto de Comunicação e Informação Científica e Tecnológica em Saúde

Fundação Oswaldo Cruz | Ministério da Saúde
Av. Brasil, 4365 | Pavilhão Haity Moussatché | Manguinhos | CEP 21040-900
Rio de Janeiro | Brasil