Dos clamores das ruas aos rumores no Congresso: uma análise da conjuntura recente da saúde no Brasil

Liz Duque Magno, Jairnilson Silva Paim

Resumo


O processo da Reforma Sanitária Brasileira requer acompanhamento da Política de Saúde. Assim, objetivou-se analisar a conjuntura e as políticas de saúde no Brasil no período entre junho/2013 a março/2015. A investigação utilizou pesquisa documental através da mídia, programas de candidaturas à presidência e publicações de entidades de saúde para identificar fatos e acontecimentos relevantes a serem categorizados e analisados. Em junho de 2013 a saúde foi apontada como prioridade pelas manifestações de rua, obtendo como resposta institucional o Programa Mais Médicos. Entretanto, a Reforma Sanitária e o SUS não prevaleceram no debate eleitoral das campanhas à presidência, enquanto predominava a influência do setor privado. Aprovações de leis recentes no Congresso Nacional podem indicar assimilação da lógica de Cobertura Universal. Mudanças na política econômica e prioridades governamentais sugerem desmonte das conquistas sociais e apontam a necessidade de rearticulação da sociedade civil em defesa do direito universal à saúde.


Palavras-chave


Reforma dos Serviços de Saúde; Política de Saúde; Sistema Único de Saúde; Política Social; Organização Social; Pesquisa; Brasil

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




e-ISSN 1981-6278 

Icict - Instituto de Comunicação e Informação Científica e Tecnológica em Saúde

Fundação Oswaldo Cruz | Ministério da Saúde
Av. Brasil, 4365 | Pavilhão Haity Moussatché | Manguinhos | CEP 21040-900
Rio de Janeiro | Brasil