Doação de sangue: a cobertura do jornalismo local e sua contribuição para a formação da opinião pública

Ana Eliza Ferreira Alvim Silva, José Roberto Pereira, Boanerges Balbino Lopes Filho

Resumo


Este artigo procura analisar a forma como a doação de sangue, enquanto causa de saúde pública, foi noticiada por um jornal impresso da cidade de Juiz de Fora (MG) ao longo do tempo. A caracterização das notícias permite avaliar a maneira pela qual a imprensa local contribuiu para a formação da opinião pública acerca do tema. Para analisar as publicações de três períodos históricos foi utilizada como estratégia de pesquisa a Grounded Theory. Entrevistas com profissionais de imprensa da cidade complementaram as reflexões. As constatações revelam que os textos possuem uma estrutura com recorrência de informações, sem diversificação de argumentos e de dados que possam enriquecer o debate na esfera pública e a reflexão dos cidadãos. Entre outras conclusões, observa-se o apoio irrestrito dos jornalistas à doação de sangue como pauta da imprensa, embora apresentem a percepção espontânea de que há necessidade de diversificação das abordagens. 


Palavras-chave


Participação social; Doação de sangue; Saúde Pública; Imprensa; Opinião pública; Grounded Theory; Juiz de Fora.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.29397/reciis.v9i4.1001

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




e-ISSN 1981-6278 

Icict - Instituto de Comunicação e Informação Científica e Tecnológica em Saúde

Fundação Oswaldo Cruz | Ministério da Saúde
Av. Brasil, 4365 | Pavilhão Haity Moussatché | Manguinhos | CEP 21040-900
Rio de Janeiro | Brasil